Descobri que tenho asas e que sei voar, que o medo é a maior algema que alguém pode ter... É hora de me libertar e voar bem alto, repaginando a Vida com Pensamentos e Poesias ao alcance de todos.
Finalmente livre para voar mais alto... Carpe Diem!

Doe Vida - Doe Medula


quarta-feira, 27 de maio de 2009

EU GRITAVA "LOBO"...


Passei a tarde inteira pensando nas coisas que me acontecem, nas perdas, nas decepções, nas pancadas que tenho levado, e cada vez mais me convenço que eu sou a maior culpada de tudo que acontece à minha volta e que foge ao meu controle...

O maior sintoma disso é as vezes dizer coisas que nao existem só para deixar o outro feliz, ou não, o que resulta depois em desconfianças, e até que voce tente provar que é mentira, voce já perdeu a credibilidade com a outra pessoa.

Muitas vezes ao saber o que o outro gostava de ouvir, eu dizia exatamente o que contentava a pessoa, e acabei aprendendo à duras penas o quanto é ruim não ser verdadeiro, é como uma historia que uma pessoa me contou, sobre o menino que gritava "lobo" em uma cidade, e todos se apavoravam achando que um lobo estava invadindo a cidade, e no fim era mentira, brincadeira do menino apenas para assustar as pessoas, só que um dia, ele realmente viu o lobo, e começou a gritar apavorado, mas como era um mentiroso, ninguem acreditou nele, e o lobo invadiu a cidade. Eu fui esse menino, gritei "lobo" muitas vezes e perdi a credibilidade com pessoas muito importantes para mim, hoje, vejo o preço alto que pago por essa falta de credibilidade, e por mais que eu diga a verdade, por mais que me comporte, sempre estarei sendo apontada como a pessoa que nao se pode acreditar, isso dói muito na alma principalmente, me sinto como uma pessoa que roubou porque tinha fome, foi presa, pagou sua pena por anos, mas mesmo assim, carrega o estigma na carteira de ser uma ex-presidiária, em quem todos temem em confiar...

Precisei ter 37 anos para descobrir a grande burrada que fiz em minha vida, agora, vou carregar essa cruz pro resto da vida, por mais que eu tente zerar, começar de novo, sempre terá alguém para me apontar na rua, como alguem a que nao se pode confiar. E o meu maior erro, foi mentir para proteger ou agradar alguém.

Enfim, erros que parecem tolos, mas que nos tiram do caminho pessoas que faziam toda a diferença. Não se aprende pelo amor, aprende-se pela dor. Só sei que se eu não colocasse isso pra fora, enlouqueceria... Que grande burra que fui!

Quero seguir minha vida, como de uns dias pra cá venho tentando, falando apenas o que é verdadeiro, mesmo que não agrade, mesmo que pra isso pessoas nao sejam protegidas, mesmo que ainda assim, me questionem, me apontem, pelo menos terei minha consciencia limpa perante o Grande Pai.

1 comentários:

Manuela disse...

Prima,
A confiança uma vez perdida é dificil de recuperar.
No entanto com o tempo, as pessoas vão se apercebendo que você se deu conta do que estava fazendo errada e decidiu mudar.
Precisa ter perseverança, mas você vera que os frutos estarão mais longe no caminho, depois da curva da estrada.
Tenha confiança e continue no caminho da verdade.
beijo

Postar um comentário

Valeu pelo comentário. Lembre-se: Asas são feitas para voar, nunca esqueça de usar as suas!